Press "Enter" to skip to content

Como colocar pavimento flutuante em casa

Wegho

O pavimento flutuante é um dos pisos mais fáceis e simples de colocar. São, também, uma ótima forma de dar um ar mais acolhedor e contemporâneo à sua casa, sem necessitar de fazer obras, uma vez que estes tipos de pavimentos podem ser colocados por cima do piso já existente. Veja como aplicar pavimento flutuante com as dicas dos profissionais Wegho.

Pavimento flutuante – o que é e como funciona?

O pavimento flutuante – ou chão flutuante – insere-se na categoria de pavimentos laminados e não é diretamente fixado ao chão, com cola, argamassa ou outra técnica. Pelo contrário, o pavimento flutuante é aplicado sobre um sistema de encaixe, em que cada peça encaixa com as restantes, como se de um puzzle se tratasse, e é instalado sobre outro piso existente.

Tipos de pavimento flutuante

 Existem em diversos formatos, cores e acabamentos, pelo que a escolha passa mesmo pelo gosto próprio e pela divisão onde será aplicado. Os tipos de flutuante desdobram-se em pavimento flutuante de madeira ou laminado sintético.

Pavimento flutuante de madeira

O pavimento flutuante de madeira, como o nome indica, é feito de madeira natural. Regra geral, este tipo de chão flutuante tem mais qualidade, é mais resistente e duradouro, pela espessura que a última camada de madeira apresenta, aquela com a qual temos contacto sempre que pisamos o soalho, e que distingue este tipo de chão do pavimento flutuante sintético.

Pavimento flutuante sintético

O pavimento flutuante laminado é composto por um material resistente sintético, com várias camadas fundidas. A última camada é meramente decorativa, apresenta várias cores, texturas e padrões, podendo mesmo assemelhar-se ao pavimento de madeira natural.

Se optar por colocar em toda a casa, incluindo cozinha e casas de banho, este é o tipo de chão mais indicado. Ao contrário ao chão flutuante de madeira natural, o pavimento sintético é resistente à agua, humidade e o ideal para zonas com bastante passagem.

Ao comprar o seu soalho flutuante, tenha em atenção à nomenclatura associada. No que diz respeito à abrasão, o pavimento é classificado com a nomenclatura “AC”, seguido de um número, que indica o nível. Quanto maior for esse número, maior é a resistência.

A título de exemplo, um pavimento flutuante com a designação AC-4  pode ser utilizado em zonas de pouca passagem, enquanto que um AC-6 pode ser aplicado em zonas com tráfego elevado.

Quando à resistência, a nomenclatura adotada é “IC” e também funciona por níveis, indicando que um IC seguido de um número elevado é mais resistente.

Como aplicar pavimento flutuante?

1. Medir o espaço

A primeira coisa a fazer, mesmo antes de comprar o chão flutuante é avaliar o espaço que será renovado e tirar todas as medidas. Verifique a largura e o comprimento de todas as divisões e acrescente 10% de pavimento para eventuais erros e recortes.

De seguida, divida o comprimento e a largura da divisão pelas medidas das peças a aplicar, para saber o número de caixas de pavimento que deverá comprar.

As medidas que tirou das divisões, serão importantes, também, para saber a quantidade de manta de espuma ou de cortiça a comprar para aplicar por baixo do pavimento flutuante.

2. Libertar e limpar as divisões

Antes de começar a aplicar as primeiras peças do pavimento flutuante, tem de tirar toda a mobília, tapetes e outros objetos da divisão onde o chão será aplicado.

Aspire, limpe e seque o chão cuidadosamente, para garantir que não ficará nenhum objeto, humidade ou sujidade por baixo do novo pavimento.

3. Reunir os materiais necessários

Para aplicar o novo soalho, vai necessitar de:

  • 1 martelo de carpinteiro (para madeira), para aplicar as peças
  • 1 serra e 1 serrote para cortar as peças e fazer os remates
  • Calços para deixar o espaço necessário para dilatação das placas
  • 1 bloco protetor, para não danificar as tábuas com o martelo
  • 1 esquadro e 1 fita métrica, para medir e ajudar a fazer recortes
  • 1 lápis
  • Material de segurança habitual (luvas, óculos e máscara).

4. Aplicar o chão

Comece por cobrir o chão anterior com a manta de espuma ou de cortiça. Isto servirá de isolamento térmico e acústico, assim como evitará que a humidade passe para o pavimento flutuante. Una todas as películas com fita adesiva, sem as sobrepor.

Aplique as tábuas do novo pavimento de forma perpendicular à parede com mais luminosidade – de forma a que a luz natural se espalhe por toda a divisão -, da esquerda para a direita, com o lado do encaixe macho virado para a parede.

Não se esqueça de manter uma distância de cerca de 1 centímetro das tábuas e da parede, com a ajuda dos calços, para as peças poderem fazer a dilatação sem complicações. Este espaço será coberto, posteriormente pelos rodapés.

Depois, apenas tem de colocar as restantes peças, lado a lado, paralelamente à primeira fila que acabamos de colocar, encaixando sempre o lado macho à parte fêmea da tábua.

Se sentir dificuldade em encaixar as tábuas, pode recorrer ao martelo de carpinteiro para garantir que todas as peças ficam unidas na perfeição.

Geralmente, no fim de cada fila a última tábua é cortada, sendo que a sobra serve para iniciar a fila seguinte e assim desalinhar as juntas entre as filas. Este desalinhamento é importante para fortalecer a união das peças e a durabilidade do piso.

Repita o processo até completar a aplicação do piso flutuante em todas as divisões.

Precisa de ajuda para aplicar pavimento flutuante?

Se este tipo de projetos não são a sua especialidade ou prefere entregar desde logo este serviço a profissionais, para quê complicar? A Wegho pode ajudá-lo!

O serviço de Handyman da Wegho leva até sua casa um profissional especializado que o ajudará em todo o tipo de tarefas, desde uma porta perra em casa, um cano furado, lâmpadas que precisam de ser trocadas, pequenas obras ou, até mesmo aplicar pavimento flutuante.

Requisitar o serviço de Handyman da Wegho é muito fácil! Basta preencher este formulário, descrever o serviço em detalhe e esperar pelo técnico no local indicado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *